sábado, 11 de agosto de 2012

Brasileiros nas Olimpíadas





Olá,

Posso ser massacrado neste post. Não vou ser delicado, nem tão pouco educado, mas preciso desabafar.

Quando coloco o título de "Brasileiros nas Olimpíadas", não estou me referindo às dezenas de atletas que estão em Londres, mas aos 200 milhões restantes que aqui estão no Brasil acompanhando.

Estou ouvindo em muitos lugares pessoas reclamando, xingando e ridicularizando o desempenho dos brasileiros nos jogos olímpicos. Neste contexto, preciso urgentemente transmitir alguns recados.

Como tenho contato com muitos atletas e pessoas envolvidas com esporte, estes comentários ridículos, obviamente, não surgem deste grupo, mas dos sedentários, ou dos que jogam bola às quintas-feiras antes da famigerada breja com linguiça.

Numa boa, assim, chega mais aqui, meu "cumpadi"....VÃO PENTEAR MACACOS!

Vocês tem noção alguma do que é esporte competitivo? Vocês tem alguma cultura esportiva? Aliás, vocês conhecem alguma coisa de esporte que não seja futebol e pinga?

Vocês conhecem a rotina de um atleta? Sabem como é a alimentação de um atleta desse nível? A vida pessoal e todas as resignações e restrições que este atleta precisa ter em sua vida para chegar a este nível? Vocês tem noção do que é começar um esporte com uma infraestrutura enorme que estes países mais desenvolvidos oferecem ao invés de nascer em um país onde as pessoas são chucras como vocês? Aliás, vocês se quer sabem o que significa a palavra resginação?

Os brasileiros que lá estão são heróis apenas por estarem lá. Nascer em um país onde as pessoas emitem este tipo de opinião, possuem ZERO cultura esportiva, e ainda estar lá disputando medalhas, é algo absurdamente difícil e digno de pessoas que se esmeraram e se dedicaram com todas as forças, virtudes que faltam por aqui.

Vamos fazer assim. Eu vou dar um conselho para vocês, brasileiros que reclamam do desempenho de nossos ATLETAS de verdade que lá estão. Vocês querem que o Brasil tenha várias medalhas olímpicas nas olimpíadas de 2024 ou 2028?

- Se você é um profissional medíocre, daqueles que fazem só o básico, o beabá, só para sair do outro lado, advogado, economista, publicitário, engenheiro, médico, nutricionista, professor, pintor, marceneiro, mecânico, físico, policial e falam sempre aquele famoso "ah! mas estes atletas só fazem isso", sejam os MELHORES. Não o mais ou menos. Quem sabe se ao olhar para vocês, as crianças não se inspiram e passam a carregar este sentimento virtuoso do ESFORÇO para dentro de si e levam para o esporte?

- Se você tem filhos e os alimenta todo dia com um prato de batata frita e filé à parmegiana, eles não irão mais à nenhuma olimpíada por sua causa infelizmente, mas quem sabe, se você começar a comer comida descente, com alto valor nutricional HOJE, seus netos comecem a seguir o seu exemplo? Quem sabe as crianças, olhando para vocês, não fazem o mesmo e se desenvolvem como verdadeiros campeões olímpicos?

- Pare de frequentar o MacDonalds e frequente a feira. Se conseguir influenciar apenas uma criança com sua atitude, talvez você esteja produzindo um campeão olímpico.

- Se você está com aquela pança ridícula, levante a bunda da cadeira e VÁ TREINAR. Pare com este lance de falar que não tem tempo e que a vida está corrida, etc. Tire estas desculpas "brasileiristas" da sua lista e vá treinar! De manhã, na hora do almoço, depois do trabalho, de madrugada. Não importa! Quem sabe as crianças não se inspiram em você e em 2028 nos trazem uma medalha?

- Ao chegar no Natal, não dê um video game para o seu filho, dê um livro e uma matrícula numa escola de natação. Quem sabe ele não desenvolve ao mesmo tempo, caráter, intelecto e condicionamento físico, coisas que faltam aos pais, e se transforme em um campeão olímpico?

- Se você torra sua grana em MERDA todo mês, porque não começa a financiar alguma criança no esporte? Ela poderá trazer uma medalha um dia.

- Se você é fumante e fala mal de atletas olímpicos, meu amigo, para você só o suicídio é a solução. Apenas rezo para que nenhuma criança seja influenciada pelo seu péssimo exemplo

Enfim, aprenda a ver o esporte como esporte, como formador de integridade, como resignação pura, como limites inimagináveis para a imensa maioria dos seres humanos, não como um campeonatinho do seu bairro, não como uma roda de cachaceiros que joga uma pelada de fim de semana, e, acima de tudo, faça em VOCÊ o exemplo que queira ver nos futuros quadros de medalhas.

Peço desculpas aos leitores que não mereciam este post por pensarem como eu, mas aos que a carapuça serviu, além dos conselhos acima, pentear macacos também é uma boa atividade.

4 comentários:

  1. Bronca justíssima!

    Quantos destes falastrôes tem nível internacional nas suas profissões?

    ResponderExcluir
  2. Tai valeu, ta estou gordinho, não tenho me dedicado a corrida de rua como queria, sim apesar da minha mãe sempre ter dito senta direito, eu não o fiz, resultado 5 (sim cinco), hernias de disco. mas a culpa é minha, agora que falta apoio sim falta.

    ResponderExcluir
  3. Escreveu exatamente o que eu gostaria de falar! Total apoio! Parabéns e bora treinar!

    ResponderExcluir