segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tristar Rio - Nova capital dos vaqueiros?



Olá,

Este fim de semana aconteceu o Tristar Rio de Janeiro. Uma prova internacionalmente conhecida e que deveria ter tido uma organização impecável pelo preço da inscrição que praticaram e pela honra à marca. Mas, as fotos falam por si só.




Numa época onde o Lance Armstrong está sendo condenado, não só por uso de substâncias ilícitas durante sua carreira, mas por ser desmascarado por participação em uma rede mafiosa e sistemática. Não adianta, damos um passo à frente e milhares para trás quando o assunto é construirmos uma sociedade diferente.










E podem acreditar: muitos destas fotos são os que estufam o peito para falar que são contra o vácuo e que "tal" cara é vaqueiro e que "isso é um absurdo", etc. Ás vezes temos a sensação de que a canalhice está longe de nós, mas ela está a todo tempo à nossa volta...

Afinal, "o negócio é curtir", não é mesmo? Existe alguma esquina em que eu não escute este maldito jargão? "Fodam-se a ética, a moralidade e a vida do outro. O que importa sou EU! EU sou foda! EU quero usar roupa de Batman coladinha, capacete gota, sair na foto e, acima de tudo, CURTIR! Ninguém tem nada com isso!". 

Em época de eleição, estufam o peito para falar de mensalão...




Agora, vamos começar a levantar as velhas bandeiras da discussão contra o vácuo novamente: culpa da organização, culpa do circuito, culpa da consciência do atleta, culpa dos treinadores...cada vez mais, acredito que a culpa está na humanidade, de cima à baixo.
"Não teve jeito! O pelotão me engoliu!"..."A foto não retrata a realidade!"..."Afunilava a pista e não tinha como evitar ficar 80km no pelotão".



Vão pra puta que o pariu, larápios de merda!

18 comentários:

  1. Ulisses, excelente o seu post. Achei a organizacao do badalado Tristar Rio uma piada. Nada funcionou, e ainda por cima tivemos 2 pelotes que nao deixavam nada a dever ao TdF. Acredite se quiser, havia uma moto da organizacao andando junto com um dos pelotoes. Um deboche.
    Abraco,
    LFM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara vi várias fotos e vídeos da prova...Um dos vídeos é ridículo... Não tem como falar que "não dava para sair"..Por isso que vídeo é fantástico...É safadeza mesamo....vão pra puta que pariu...To de saco cheio de gente querendo levar vantagem em todo lugar! pqp

      Excluir
  2. Quer apostar comigo que daqui umas 6 semanas você vai querer escrever algo parecido sobre pirassununga? E depois sobre o Internacional de Santos, Caioba, IMB....

    Cara, é uma doença que já se espalhou pelo mundo e matou o esporte. Triathlon não existe mais e vendo as provas hoje me da vergonha de dizer que sou (ou fui rsrs) triatleta.

    De qualquer maneira, eu tenho a solução pra isso: Libera a porra do vácuo! A verdade é uma só, não se pode proibir aquilo que não se pode controlar nem punir. É uma merda de uma regra subjetiva que depende 99% do atleta e 1% da fiscalização - e meu amigo, infelizmente o tri-atleta anda com a pior índole de todos os esportes... trapaças dentro e fora das provas (mas não vamos entrar nessa discussão)

    Só que olha que engraçado - em se liberando o vácuo, por uma questão de segurança deve se proibir as "fancy" bikes. Nada de bike de TT, nem rodas disco, capacetes gota, rodas com lâminas e por aí vai. Aí, com isso os "posers" não vão poder mais paquitar nas provas e treinos e vão acabar esvaziando as provas. Isso tudo acontecendo, as provas com vácuo liberado vão acabar tendo menos vácuo do que as provas "sem vácuo" hoje! #WTF!?!?!?

    Abs

    LODD
    Aquele que desistiu e resolveu andar em pelotão numa arena em que tem que fazer muuuuuita força pra isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Lodd.. Te entendo...difícil ter que admitir que a solução para a acabar com os ixperritinhos é justamente liberar o vácuo. Mas eu particularmente não acredito que a coisa vai acontecer desta maneira que descreveu...os posers e "vaqueiros" vão continuar aparecendo pela simples razão de que o triathlon é, ou bem ou mal, um esporte, glamouroso, principalmente para os que não praticam. Então, esses caras, envaidecidos, precisam se manter fazendo o esporte para levar tapinhas nas costas...com ou sem vácuo, sendo ou não honestos...Fico imaginando uma prova de longa distância com o vácuo liberado...affe...muda-se tudo....

      Excluir
  3. Tem dado vergonha de ver isso acontecer com mais frequência e com pessoas cada vez mais próximas.

    Sinceramente eu já não sei quando farei provas novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tive esse mesmo pensamento quando vi um grande amigo ser engolido por um desses pelotes ridículos e não tomar iniciativa de sair ali do meio.... é o fracasso do espírito esportivo...decepcão total!

      Excluir
  4. Sou completamente leigo no assunto, mas olhando as fotos e a quantidade de bikes, passa a impressao que seria dificil evitar 100% do vacuo. Com certeza a grande maioria ali se aproveitou da situacao para ficar na roda. Mas sera que em parte nao é uma questao matematica de percurso x qtde de bikes? Como disse, sou completamente leigo no assunto, entao relevem o comentario! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala cara, tem esta questão sim. Assim como existem outras...Esta discussão do vácuo não tem fim... Mas existem algumas situações em que é nítida a cara de pau do atleta. No caso desta prova em específico, vi uns vídeos inacreditáveis...nego até rindo encaixotado no pelotão....aí complica realmente...

      Excluir
  5. Não há desculpa pra pelote! Se o pelote te alcança, basta manter o ritmo que ele passa. Se você está ultrapassando UM NEGO e esse cola na roda, é mais difícil. Daí vale tacar caramanhola, fazer xixi, vomitar...
    Sou a favor de andarmos com sprays rosa bem aceso pra tingir a roupa dos caras e todos chegarem manchados na linha de chegada! Será sensacional ver um monte de idiotas correndo manchados pelas provas. Não haverá qualquer desculpa! Podemos até escolher uma cor por prova pra que os pilantras não inventem de manchar quem não estava na roda... Daí entre os caça-vaqueiros com brevet podemos divulgar a cor e no dia revelamos à galera.
    Vai ser divertido. Vou gostar de ver as fotos dos vaqueiros coloridos!

    ResponderExcluir
  6. PRIMEIRA PERGUNTA? VOCÊ ESTAVA DENTRO DA PROVA? SE NÃO ESTAVA NÃO ADIANTA FALAR, EU SEI Q VAI APAGAR O POST MAIS Q SE FODA...SEGUNDO EU ESTAVA NA PROVA NADEI RELATIVAMENTE BEM, QUANDO SAI PARA PEDALAR NÃO TINHA VÁCUO, NO FINAL DA PRIMEIRA VOLTA UNS 10 ME PASSARAM DE VIAGEM E EU PENSEI"DAQUI A POUCO A MOTO VAI ESPARRAMAR ELE E EU BUSCO ALGUÉM" AO LONGO DAS PRÓXIMAS 2 VOLTAS 40 KM SÓ VI ESSES 10 SE TORNAREM QUASE 40 MUITO A frente de min e a moto não fazia nada!!!!!!, na altura do km65 um outro bolo de pelo menos uns 50 me alcançou, cara era ridículo gente que saiu 5 minutos depois da água, me alcançando, e ai você já perdeu 50 posições numa competição vai perder mais 50??? vai fazer o que??? falar é fácil....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, antes de mais nada, não sei quem é "Anônimo". Segundo, quando leio argumentos com letras em CAPS LOCK, já sei que ou vem de crente beato de igreja ou de algum idiota que nunca tem razão e tenta impor sua opinião "aos berros". Agora, quanto à argumentação em si, bem, eu, no seu lugar, perderia as 50 posições sim e sairia com a tranquilidade de alguém que está com a reputação inquestionável. Ao invés de entrar no pelote e vir aqui responder para tentar sanar alguma parcela de culpa. Não, eu não estava lá, é verdade, mas também não estava ao lado do Lance Armstrong para saber que ele se dopou, também não estava ao lado dos mensaleiros para saber que eles receberam dinheiro ilícito e não estava ao lado do Maluf quando ele colocou dinheiro no paraíso fiscal. Isto não me torna coagido à emitir a minha opinião, principalmente em um blog que é meu. Se quer se defender, vá em um fórum público divulgue seu nome e fale "eu sou vaqueiro, mas não tive culpa". Faça-me o favor....

      Excluir
    2. Quanto à deletar seu comentário daqui, fique tranquilo. Apesar de eu não concordar em nada com o que colocou e achar que você é um vaqueiro, ao contrário de você, sempre lutarei para que possa emitir a sua opinião, ainda que seja a mais absurda.

      Excluir
  7. Participei da prova 111 e fiquei pasma com os 3 grandes pelotões na prova, passaram por mim e continuei no meu ritmo, exatamente como Aline comentou!! Fiz a minha prova!!! Comparei alguns tempos de outras triatletas com nível semelhante ao meu em provas como, troféu brasil, Caiobá, IMB e evidencia alguma ajuda "externa"!! Palhaçada!! Estou feliz, pois assim mesmo conquistei meu 1o.lugar na categoria e com consciência tranquila...sem vácuo!!
    Parabéns Ulisses pelo post!! Esta discussão vai longe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rita, legal ter escrito aqui. Agora, vc pegou primeiro na sua categoria. Imagine se tivesse pego 4o, 3o, 8o, 2o e ter visto todos que chegaram na sua frente no pelote? Bem, é isso que acontece muito... Esta discussão vai longe mesmo...

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Tyago fora do pelotão17 de outubro de 2012 14:25

    Ulisses concordo em tudo que escreveu... assim como muitos fiz uma boa natação e fui ultrapassado pelo pelotão ... mas mesmo assim não ntrei no mesmo pois em primeiro lugar gostaria de saber qual era meu tempo competindo dentro das regras apresentadas no simpósio técnico. Minha colocação ficou abaixo da metade porém sei que fiz força nos 50km da bike e competi dentro das regras e isso me torna satisfeito comigo mesmo.

    já os vaqueiros fiquem com a ilusão que foram bem na prova... quando na verdade fizeram 50% dela !!!

    Se cada um fizer sua parte já melhora mas a organização falhou em não punir !!!

    vamos pro próximo !!! de preferência sem Vacuo ou se preferir com vacuo liberado !!!

    valeuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tyago, concordo com 100% do que escreveu. Mas como pode ver, nem todo mundo concorda. Prefere se submeter à canalhice do que "perder" algumas posições, como disse o colega "anônimo" aí em cima... Bem, pelo que eu saiba, a canalhice, bandidagem, corrupção, estelionatos, etc começam exatamente assim. O indivíduo vê alguem "se dando bem e ele não" e é corrompido. O fato de MUITOS estarem fazendo, não o desonera de culpa. VAQUEIRO e acabou.

      Excluir
  10. Caro Ulisses, prazer em ver seu blog... condordo plenamente contigo, e complemento escrevendo o seguinte... isso é uma questão cultural, infelizmente estamos em uma sociedade em que o "jeitinho brasileiro" impera... sou brasileiro, com orgulho, e graças a Deus somos aqueles que quando deitam a cabeça no travesseiro dormimos tranquilo... o que rolou foi ridiculo e na minha opinião tem que partir do atleta essa ética, esse respeito as regras, infelizmente eu vejo atletas ofendendo os juizes em provas por aí afora, não respeitam NEM quem fiscaliza a regra, aí vc imagina o resto... esses "atletas" são como aqueles jogadores de futebol brasileiro que são vaiados no exterior quando tentam forjar um penalti, atuando como verdadeiros atores, são vaiados pois la fora é muito diferente, não tem espaço pra malandragem, não tem espaço pra esquema... minha opinião é essa e infelizmente isso não vai mudar, porque somos exceções, mas exceções com ORGULHO!!!
    GRANDE ABRAÇO

    ResponderExcluir