terça-feira, 26 de março de 2013

O controle pela comida





Olá,

Acho que não é novidade para ninguém que o tema "alimentação" é mais do que um hobby para mim. Eu realmente passo muitas horas semanais debruçado sobre este tema e, infelizmente, cada vez mais me deparo com informações que vão muito além da simples "boa mesa".

Estou falando de controle, de lobbies corporativos, de jogo de influências. A questão é absurdamente ampla e confesso que vem me atormentando, e não é de hoje.

Almoçando hoje no Santa Pimenta, conversando com um amigo, ele me contava sobre um amigo de seu pai, na faixa etária dos 70 anos, que sempre teve uma alimentação saudável, tinha uma aparência de 20 anos a menos e sempre esbanjou saúde. No entanto, em seu último exame, foi detectado um câncer de próstata. O que ele estava querendo me dizer é que mesmo com todas as restrições alimentares, ainda assim o câncer apareceu. Conversmos sobre as possíveis causas do câncer, além das nutricionais, como estresse e questões emocionais. No final eu conclui dizendo que mesmo eu, que sou um cara pra lá de disciplinado, não estou imune a isto e a razão é muito simples: ESTÁ MUITO DIFÍCIL DE FUGIR!

Para onde eu olho, há controle. Há alguma corporação instrumentalizando seus interesses escusos em cima daquilo que coloco para dentro do meu corpo. Me sinto traído, enganado o tempo todo, e o pior. Observando a população como um todo e me sentindo impotente.

Ainda se fosse apenas nesta questão alimentar, estaria bom.... mas aqui no blog, não vou me aprofundar em temas que não tenham conexão com esporte e nutrição.

Faz tempo que estou querendo desenvolver um post onde tento ao máximo desmascarar muitas destas corporações, produtos e componentes químicos que colocam em nossas comidas, assim como todos os seus interesses e lobbies, mas vai dar um belo de um trabalho e realmente preciso me planejar, tanto para começar, como para estar preparado para ouvir os famosos argumentos, desde os mais cômodos, revoltantes e obscurecidos como "ah, mas vamos fazer o que, né?" até os que, sem a menor base investigativa, rotularão apenas como "teorias da conspiração".

As informações são muitas. Desde estudos científicos às geradas pelos esforços de ativistas e ONGs independentes. Existe muita gente tentando retirar as pessoas da caverna. Pelo menos fora do Brasil. Eu, sou apenas mais uma formiguinha aqui.

Hoje, me deparo com este vídeo do Alex Jones. Ele é um cineasta a apresentador de rádio tido como um conspiracionista pelo público americano. Só que neste vídeo, tudo que ele fala eu realmente já li muito à respeito e tudo procede. Ele não está inventando nada. Como eu disse, as informações sobre o assunto são abundantes. Basta ter vontade de procurar e abrir a cabeça antes de abrir a boca.

Acho que valem os 15 minutos para asssitir.





Um comentário: