quinta-feira, 3 de outubro de 2013

A Matemática que nunca fecha com o discurso




Quando falamos de esporte e nutrição, a matemática está sempre presente. É a forma com a qual a ciência estabelece regras e protocolos que quantificam e qualificam tudo. É sabido que nem todos os seres humanos são iguais entre si como andróides, mas, cá entre nós, há muito mais semelhanças que diferenças entre nós, portanto, nada mais justo do que estabelecermos alguns padrões para que haja de alguma forma uma compreensão sobre estes dois temas.

Alguns destes números e padrões, no entanto, quando associados a alguns discursos, me intrigam. Não vou citar estudo algum neste post porque o que escrevo aqui é fruto de várias leituras em épocas diferentes que simplesmente guardei em minha mente. Seria um esforço demasiado para um simples texto despretensioso que tentará fazer o leitor pensar.

Vamos às calorias.

2000Kcal é normalmente um número usado como referência de gasto diário de um homem adulto. Para um atleta, com o metabolismo mais acelerado, este valor gira por volta de 2500Kcal em um dia em que ele não fez atividades físicas. De forma geral, e apenas a título de um padrão genérico, temos aqui aproximadamente o gasto calórico de atividades comuns de um triatleta: