segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Desculpas e mais desculpas




De forma geral, as pessoas tem uma ampla gama de desculpas para executarem ou não determinadas atividades. São aquelas desculpas que elas repetem como um mantra para auto convencerem-se ou auto perdoarem-se de alguma coisa. Repetem tantas vezes e com tanta veemência que aquilo acaba se tornando uma verdade absoluta. Convencem-se de que precisam comprar algo, convencem-se de que precisam daquela viagem, convencem-se de que não precisam daquele determinado tratamento. É um ciclo de repetição e auto convencimento constante.

Acredito que todos nós temos, em maior ou menor grau, este tipo de "voz" interna que tenta nos convencer de algo, criando as mais diversas desculpas.

Não há, ao meu ver, tão amplos e difundidos formatos de desculpas esfarrapadas e auto convencimentos dos que quando nos referimos a consumo e à saúde. Deste primeiro, o consumo, não vou entrar em detalhes. Não é o foco deste blog, mas não é muito difícil repararmos o tempo todo pessoas encontrando justificativas para convencerem-se que necessitam comprar algo, quando, na verdade, não necessitam. Quem sou eu para julgar o que cada um "precisa" afinal, não é mesmo? Deixo isso para outro fórum. Agora, quanto à saúde e à forma física, por ser atleta e vegano, sou um anteparo de pessoas com tais dúvidas e perguntas e, atreladas e estes, as desculpas todas.

O engraçado é que, normalmente, eu não falo nada. Eu não abro o assunto e não tento convencer ninguém de nada. O assunto parte sempre da outra pessoa e eu já me coloco em uma posição defensiva porque já sei que dali, a chance de sair coisa boa sobre estes temas, são raras. O auto convencimento e a repetição contínua parecem ser tão fortes, que elas mesmas perguntam, abrem o assunto, respondem para si mesmas e, no final, elas mesmas se convencem do que elas mesmas já tinham se convencido. E este ciclo se repete inúmeras vezes. Normalmente, perguntam não para se melhorarem, mas para refutarem e reafirmar ainda de forma mais forte, suas desculpas de auto-engano.

Confesso que tenho aprendido a cada vez menos me desgastar com pessoas que já estão com o "mantra decorado". Procuro destinar a minha energia à pessoas que realmente demonstrem querer alguma mudança e me solicitem alguma ajuda. Dentro de minhas limitações, tento ajudar. Diante de uma sociedade cheia de mitos nutricionais e de saúde geral, eu até que entendo mais que muita gente, incrivelmente, e acabo da mesma forma, ajudando alguns.

É neste contexto que resolvi criar um "banco de dados" das maiores desculpas esfarrapadas que encontro geralmente nessas conversas.